As 10 distros Linux mais populares no primeiro semestre de 2019

Confira as 10 distribuições mais populares no primeiro semestre do ano segundo o site Distrowach

As 10 distros Linux mais populares no primeiro semestre de 2019

A metade do ano de 2019 chegou, e elencamos as distribuições mais populares, segundo o site Distrowatch, neste primeiro semestre.

O processo para gerar a estatística usa os contadores internos das páginas das distribuições contando cada hits na página. Apenas um hit por IP na página é contado por dia. Por fim, o site informaa quantos acessos por dia (eles chamam de HPD) foi efetuado ao longo do período, tirando uma média ao lonfo do período.

Vamos ao ranking;

1.    MX Linux (4.632 HPD)

O MX Linux assumiu a ponta que era do Mint e vem se estabilizando como a mais popular. Baseada em Debian, de origem greco-estadunidense, usa o XFCE como desktop padrão e garante solidez, grande amigabilidade e confiabilidade.

Download: https://mxlinux.org/download-links/

2.    Manjaro (2.936 HPD)

Distribuição baseada em Arch Linux que usa o XFCE como desktop padrão e suporta instalar múltiplos kernels para seu uso. Outros pontos interessantes são a detecção automática de hardware e scripts em bash para gerenciamento de dispositivos gráficos.

Donwload: https://manjaro.org/download/

3.    Mint (2.022 HPD)

Distribuição baseada em Ubuntu (que pos sua vez é baseado no Debian) que tem como ponto forte um desktop clássico com muitos pontos interessantes e convenientes, ferramentas customizadas e interface de instalação baseada em web.

Downloads: https://linuxmint.com/download.php

4.    Ubuntu (1.461 HPD)

A mãe das distribuições. Uma das mais usadas no mundo e mais que uma distribuição, é uma ideia baseada na cultura do compartilhamento e que possui um manifesto: o Manifesto Ubuntu. 

A palavra de origem vem de um dialeto ancestral africano e significa "humanidade para todos".

Resumo do Manifesto Ubuntu: o software deve estar disponível gratuitamente, as ferramentas de software devem ser usadas por pessoas em seu idioma local e apesar de qualquer deficiência, e as pessoas devem ter a liberdade de personalizar e alterar seus softwares da maneira que julgarem adequada.

Download: https://ubuntu.com/#download

5.    Elementary (1.451 HPD)

Distribuição estadunidense baseada em Ubuntu e que usa como ambiente de desktop o Pantheon e seus muitos aplicativos customizados.

Download: https://elementary.io/

6.    Debian (1.423 HPD)

Se o Ubuntu é a mãe das distribuições, o Debian é a avó, uma vez que dela surgiu o Ubuntu. Distribuição das antigas, muito popular entre a comunidade, tanto para servidores Linux quanto para desktops e que inovou à época de seu surgimento com a ferramenta de instalação de pacotes APT simplificando a instalação de programas no mundo Linux. Possui uma comunidade enorme de programadores e usuários apaixonados pela distro, espalhados pelo mundo.

Download: https://www.debian.org/distrib/

7.    Solus (1.128 HPD)

Distribuição irlandesa oriunda do Linux for Scratch. A distribuição só rola em computadores 64 bits.

Download: https://getsol.us/download/

8.    Fedora (1.023 HPD)

Distribuição estadunidense das antigas, oriunda e suportada pela Red Hat. Seu ambiente desktop padrão é o GNOME.

Download: https://getfedora.org/

9.    OpenSUSE (857 HPD)

Outra distro das antigas e sempre popular. Oriunda da Alemanha, com uma ferramenta de pacotes bem particular, normalmente é a plataforma escolhida pelos desenvolvedores Linux e de softwares baseados em Linux em geral.

Download: https://www.opensuse.org/

10.  Zorin (826 HPD)

Distribuição baseada em Ubuntu concebida para os novatos em Linux já que seu ambiente é bem Windows-Like. Tem sido uma alternativa bem interessante para aqueles usuários com pouca experiência em Linux dispostos a sair do Windows.

Download: https://zorinos.com/download

Qual a distro que vocẽ usa, Marcus Vinicius?

Sou apaixonado por dois sistemas: FreeBSD e Debian. 

Experimentei a estabilidade e poder do FreeBSD em servidores ao longo de 5 anos. Usei um pouco em desktop, mas dava muito trabalho para instalar pacotes e configurar os dispositivos.

Então, descobri o Debian e seu APT (o FreeBSD tem o "ports" que é um pouco parecido) e foi amor à primeira vista. Estabilidade, conforto na hora de instalar pacotes e uma comunidade gigantesca ao redor do mundo trabalhando em seu desenvolvimento. 

Depois  veio o Ubuntu, que é Debian, né? 

Basicamente hoje, uso Ubuntu e seus derivativos no desktop e Debian em servidores.

Atualmente estou usando o PopOs (baseada em Ubuntu, claro) no desktop e tenho visto com bons olhos a chinesa DeepIn.