Corte de Bolsonaro vai destruir a Universidade

O corte de 30% do orçamento por Bolsonaro vai destruir o Ensino Federal, Universidades, bolsas e pesquisas.

Corte de Bolsonaro vai destruir a Universidade

O Ministério da Educação de Jair Bolsonaro, através de seu ministro Abraham Weintraub, divulgou nesta semana do dia 5 de maio de 2019, um louco corte de mais de 30% no orçamento das instituições federais de ensino.

O corte de quase um terço do orçamento das instituições representa, na prática, o fim do ensino federal, bolsas e pesquisas na área acadêmcia, incluindo aí as faculdades técnicas e de tecnologia.

Os gastos bloqueados são todas as despesas de custeio, como pagamento de contas de água e energia, serviços de limpeza, bolsas acadêmicas, investimento e capital, gastos ligados às obras das universidades, etc.

O corte no orçamento representa 2,5 bilhões de reais, de um valor que já vem diminuindo ao logo dos últimos anos.  Em 2014 o orçamento para o ensino federal foi de R$ 38,1 bilhões, e em 2018 foi de R$ 32,0 bilhões.  Ou seja, além da redução no orçamento para este ano, ainda teremos o corte anunciado.

O resultado deste corte é que não é possível realizar planejamento e contratos para o ano, por exemplo, uma vez que não há garantias de que este valor chegará.  Desta forma, bolsas e pesquisas estão canceladas e os pagamentos já firmados sem dúvida sofrerão inadimplência.

A educação universitária, a pesquisa e a produção acadêmicas são a base de um país que deseja produzir e ser independente na sua ciência. 

O Brasil é destaque internacional em várias áreas acadêmcias, incluindo pesquisa e desenvolvimento de vacinas, robótica, desenvolvimento de software e outros.

Não podemos deixar que acabem com a Universidade e pesquisas públicas.