Investigação encontra 400.000 vulnerabilidades em 2.200 dispositivos virtuais.

Investigação da Orca Security conclui que mais caro não é garantia.

Investigação encontra 400.000 vulnerabilidades em 2.200 dispositivos virtuais.



Investigação recente da Orca Security encontra 400.000 vulnerabilidades em 2.200 dispositivos virtuais.

Os dispositivos virtuais são aqueles que roda via web ou são instalados via software em componentes web, com firewall, analisadores de tráfego, dentre outros.  

São úteis porque não exigem hardware e muitos são baratos ou até mesmo gratuitos.

A Orca Security realizou testes para verificar dispositivos virtuais em busca de vulnerabilidades e sistemas operacionais desatualizados. 

Foram verificados um total de mais de 2.200 dispositivos virtuais de 540 fornecedores em abril e maio e identificados mais de 400.000 vulnerabilidades.

A análise do Orca envolveu dar a cada dispositivo uma pontuação de risco de segurança variando entre 0 e 100.  Descobriu-se que 8% dos fornecedores não tinham problemas. Esses fornecedores, que obtiveram uma nota A +, incluem Trend Micro, Pulse Secure, BeyondTrust e Versasec.  15% dos dispositivos testados obtiveram um F, incluindo alguns da CA Technologies, Software AG, Intel, Zoho, Symantec, A10 Redes, Cloudflare e Micro Focus.

Uma constatação importante feita pela empresa é que produtos mais caros não obtiveram uma pontuação mais alta em comparação com produtos mais baratos e até gratuitos.  Ou seja, pagar mais caro pelo produto não garante a segurança de sua aplicação ou sistema na nuvem.

Leia o relatório completo no link abaixo:


Clique aqui para ver mais